Rede Oriente

FONTE: news.un.org

Assembleia Geral proclamou a data para exaltar e aumentar a consciência sobre a fauna e a flora selvagens; secretário-geral defende reconhecimento do papel dos povos indígenas na proteção da biodiversidade. As Nações Unidas assinalam neste 3 de Março o Dia Mundial da Vida Selvagem ressaltando o papel das tecnologias digitais como ferramentas para proteção.

Em mensagem, o secretário-geral, António Guterres, defende que o uso responsável, sustentável e equitativo destes recursos pode revolucionar a conservação. A data é marcada sob o lema “Conectando Pessoas e Planeta: Explorando a Inovação Digital na Conservação da Vida Selvagem”. 

Ajudar a recuperar a vida selvagem

Para Guterres, apesar do poder destas ferramentas, elas não uma solução mágica. O líder da ONU pede que países, empresas e indivíduos coordenem esforços para ajudar a recuperar a vida selvagem e a construir um futuro justo e sustentável.

Com 1 milhão de espécies de plantas e animais à beira da extinção, ele citou o impacto nocivo de fatores como poluição, caos climático, perda de habitat e exploração da natureza. 

O secretário-geral chamou a atenção internacional para a ameaça direta à saúde e aos meios de subsistência de milhares de milhões de pessoas, especialmente as mais vulneráveis.

A Assembleia Geral designou o dia para “celebrar e aumentar a consciência sobre a fauna e a flora selvagens do mundo”. Na data foi adotada a Convenção sobre o Comércio Internacional das Espécies da Fauna e da Flora Selvagens Ameaçadas de Extinção, Cities, em 1973.

Medidas urgentes para reduzir drasticamente as emissões

A expetativa de António Guterres é que na Cimeira do Futuro, agendada para  setembro deste ano,  tenha os líderes dos Estados-membros discutindo propostas para desenvolver novas métricas para complementar o Produto Interno Bruto, PIB. 

Ele aponta atividades como a pesca excessiva e o desmatamento que “aumentam o rendimento nacional, ao mesmo tempo que arrasam a natureza”. Para o líder da ONU, adotar métricas complementares pode proporcionar equilíbrio, medindo o que realmente importa para as pessoas e para o planeta.

O apelo feito aos países é para que “tomem medidas urgentes para reduzir drasticamente as emissões, se adaptem aos extremos climáticos, previnam a poluição e travem  a perda de biodiversidade”.

O reconhecimento do papel que os povos indígenas desempenham na proteção da biodiversidade também faz parte dessas ações, segundo o líder das Nações Unidas.

A Cities coordena os festejos do Dia Mundial da Vida Selvagem em todos os 184 Estados-Partes em parceria com entidades das Nações Unidas.

Para ler a matéria completa acesse: www.news.un.org

ONU News

Perspectiva Global Reportagens Humanas

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *